HR-V perde para Compass em 2017, mas ainda é o SUV de maior sucesso

Em 2017 o Jeep Compass superou o Honda HR-V nas vendas totais, mas o japonês, além de bicampeão, ainda é o modelo da categoria que teve maior participação no total de vendas do mercado – superando até mesmo o Ford EcoSport em seus tempos áureos

36056
Roberto Assunção

Honda HR-V ou Jeep Compass? Quem faz mais sucesso? Depende. O Compass foi o SUV mais vendido do mercado brasileiro em 2017. Em números absolutos, teve 49.187 unidades emplacadas, contra 47.775 do segundo colocado, justamente o HR-V. Mas o japonês tinha sido líder no ano anterior, e com ainda mais carros vendidos: impressionantes 55.758 unidades, marca que fica atrás apenas dos 66.103 EcoSport comercializados em 2013.

E se o HR-V deve reconhecer essas derrotas, ao menos ainda tem o bicampeonato na categoria SUV (2015/2016) e, também, é o crossover/utilitário-esportivo de maior sucesso na nossa história quando consideramos a participação de mercado no total de emplacamentos anuais (automóveis e comerciais leves). O blog fez um levantamento dos dados da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos) e, segundo esse indicador – que mostra a porcentagem que as vendas de um modelo representaram no total de vendas do ano, independentemente de tipo de carroceria – o Honda supera não só o Compass, mas até mesmo o Ford EcoSport em seus temos áureos.

PARTICIPAÇÃO NO SEGMENTO

Olhando a participação de mercado (market-share) apenas dentro do segmento de SUVs, a vantagem ainda é do EcoSport. Mas o HR-V chegou com tudo em 2015, e no mesmo ano já assumiu a liderança da categoria com 16,71% das vendas. Teve seu pico de participação um ano depois, com 18,43% – bem mais que os 11,87% que o Compass teve agora em 2017, porém menos que os 23,32% da segunda geração do EcoSport em 2013 (mas nesse caso devemos considerar que o segmento estava menos concorrido).

De qualquer modo, o HR-V leva vantagem sobre o Compass nesse indicador. Mas, como o EcoSport “inventou” o segmento de SUVs compactos – e foi o primeiro que passou a vender em alto volume –, a vantagem histórica em participação de mercado na categoria, obviamente, é dele. O jipinho da Ford chegou em 2003 e já teve nada menos que 65,45% de market-share – fácil, pois disputava mercado com SUVs “de verdade”, mais caros e, por isso, menos procurados: Mitsubishi Pajero, Chevrolet Blazer, Troller TR4…

HR-V ou Compass? Gráfico de vendas com participação de mercado no segmento 2003 a 2017

A participação do Ford subiu a 67,74% em 2004, seu pico histórico. Depois, foram aparecendo rivais mais competitivos – Tucson, Captiva, CR-V mexicano… – e a participação foi caindo: 42,7% em 2007, 19,9% em 2010, 14% em 2012 (gráficos acima, desde 2003, e abaixo, desde 2012). Como vimos, o Eco até subiu um com a chegada da nova geração em 2013 (indo a 23,32%), mas depois voltou a cair com o ataque fulminante do Jeep Renegade e do novo e imbatível trio oriental formado por Hyundai Creta, Nissan Kicks e o próprio Honda HR-V (leia mais aqui). A participação do Ford despencou para menos da metade em 2015 e chegou a 7,53% em 2017, seu pior ano (ficou em sexto lugar, atrás dos quatro citados e, ainda, do novo líder, o Jeep Compass (um “Rei em terra de cego”, leia aqui).

HR-V ou Compass? Gráfico de vendas com participação de mercado no segmento 2012-2017

PARTICIPAÇÃO NO MERCADO TOTAL

Por outro lado, olhando para participação de mercado no total de vendas, considerando todos os modelos, a coisa muda um pouco de figura. Aquele recorde de quase 70.000 EcoSport emplacados em 2013, por exemplo, não impressiona tanto: representou “só” 1,85% do total de emplacamentos daquele ano – porque 2013 foi o segundo melhor da história em vendas totais. Menos que os 2,26% do Jeep Compass agora em 2017, com seus quase 50.000 emplacamentos em um mercado de quase 2,2 milhões de veículos.

E, olhando para a participação de mercado no total anual das vendas – que, na minha opinião, representa até melhor o sucesso do carro, pois não é distorcida pela classificação em questionáveis categorias ou pelas variações nos volumes totais do mercado –, o SUV de maior sucesso da história brasileira não é nem o Compass nem o EcoSport, mas sim o Honda HR-V. Por muito pouco, quase nada, mas é.Em 2016 o Honda HR-V abocanhou 2,807% das vendas totais do mercado brasileiro, contra 2,804% conquistados pelo EcoSport em 2005 (e 2,26% do Compass em 2017)! Tivesse a Honda vendido apenas 71 unidades a menos no ano, o título de “campeão de participação” ainda seria do Ford. Que perdeu essa, mas, por outro lado, pode continuar se gabando de ter sido o grande pioneiro dessa revolução do mercado e, também, de ter conquistado a liderança de vendas em nada menos que 11 dos últimos 15 anos – pela primeira vez quando chegou e pela última em 2014; antes, perdeu só em 2012, último ano de sua primeira geração, para o novato Renault Duster.

Agora vai ser difícil o EcoSport (que teve 1,44% do mercado em 2017) voltar a disputar algum título – ao menos antes da próxima geração chegar, o que deve ocorrer só em 2020/2021. Mas o segmento promete disputas emocionantes na batalha pela liderança entre Compass, HR-V, Creta e Kicks – que começaram o ano embolados no topo do ranking de vendas. E ainda há mais alguns novos modelos chegando por aí…