Sonoridade Alemã

A nova geração do Audi S3 Sportback ficou mais leve e também mais potente. Agora, o modelo oferece 280 cv. Fomos à Alemanha para conhecer esse esportivo

Este alemão tem o sangue quente e uma personalidade marcante.  Por isso, não tente provocálo sem motivos. O novo Audi S3 Sportback é daqueles carros que gostamos: ele simplesmente entrega puro prazer ao dirigir. Nessa nova geração, além de a carroceria car 70 quilos mais leve que a de seu antecessor,  o motor 4 cilindros turbinado, segundo a Audi, foi totalmente reprojetado e emagreceu cinco quilos. Entre as melhorias mecânicas, veio o sistema de injeção de combustível direto e indireto – já utilizado no A3. A cilindrada (1984 cm³) foi mantida, mas houve um ganho expressivo de potência e de torque. Se o modelo antecessor oferecia 256 cv e torque de 35,7 kgfm entre 2.500 e 5.000 rpm, agora o carro tem 280 cv de potência e 38,7 kgfm, totalmente disponíveis de 1.800 a 5.000 rpm. Embora menos potente do que o rival Mercedes-Benz A45 AMG (360 cv), entrega bastante diversão ao volante.

Logo nos primeiros metros é possível perceber o apetite do alemão por asfalto. Como no RS6 Avant (de impressionantes 560 cv), nos giros baixos o S3 Sportback torna-se dócil e fácil de guiar. Já na hora de dirigir mais forte, traz os modos de condução Conforto, Auto, Eficiência, Individual e Dinâmico, que alteram os parâmetros da caixa de direção, do câmbio e do acelerador. É no modo Dinâmico que a dirigibilidade  ca aguçada e, o ronco do escapamento, mais alto e grave. Isso sem mencionar o apaixonante “estouro” a cada troca de marcha. Se você quiser sentir todos os 280 cv de potência, experimente o controle de largada, que arremessa o carro para a frente e impede que as rodas patinem.

Para reger o ímpeto do motor do Audi, o câmbio é automatizado de dupla embreagem com seis velocidades e opção de trocas sequenciais pela alavanca ou pelas borboletas. É um conjunto motriz que lhe permite extrapolar facilmente o limite do bom senso. Mas, como estava dirigindo na autobahn A8 – estrada alemã sem limite de velocidade, de Munique a Kitzbühel, na Áustria –, aproveitei para acelerar um pouco além da conta, a 215 km/h – algo impensável de fazer em nossas vias. Mesmo em velocidades exageradas, o S3 Sportback transmite muito controle e estabilidade impressionante. A tração integral Quattro gruda o carro no chão – tarefa na qual também cooperam bastante as suspensões, rebaixadas em 25 mm.
 
Esse comportamento elogiável também é fruto da boa distribuição  de peso (59% para o eixo dianteiro e 41% atrás). Já na hora de brecar, os freios dianteiros têm grandes discos com 340 mm de diâmetro e as pinças pintadas de vermelho têm o logotipo S gravado. A segurança ainda é evidenciada pelos controles eletrônicos de tração e de estabilidade. O visual realça a esportividade, e o S3 Sportback difere-se dos “irmãos” pela grade, capa dos retrovisores e soleiras de portas em alumínio, rodas de aro 18, rack de teto e difusor de ar traseiro. Por dentro, bancos de couro Napa Fino. O S3 Sportback custa R$ 205.500 com som da Bang&Olufsen, volante multifuncional, ar-condicionado automático de duas zonas e teto solar panorâmico. 
 

Veja também

+ Fiat faz desconto em toda a linha; preço do Toro cai R$ 32 mil
+ Acesso de fúria de macaco deixa um homem morto e 250 pessoas feridas na Índia
+ Risco de casos graves de Covid é 45% maior em pessoas com sangue do tipo A, segundo pesquisadores europeus,
+ Aprenda a fazer o brigadeiro de paçoca de Ana Maria Braga