SP terá queda de 28% no uso de carros até 2030

Caminhões estão isentos do rodízio mais rígido que entrou em vigor nesta segunda
Caminhões estão isentos do rodízio mais rígido que entrou em vigor nesta segunda

Até o ano de 2030, São Paulo terá uma queda de 28% no uso de carros particulares como meio de transporte diário. A conclusão de que o paulistano usará menos o carro está no estudo Mobility Futures, da Kantar. O levantamento estima ainda que as viagens de carro particular diminuirão em 10% nas maiores cidades do mundo, na próxima década.


+ Uber lança serviço de tuk-tuk elétrico em Vitória
+ Fenabrave: vendas de veículos caem 1,61% em janeiro

A ascensão da economia compartilhada, a multimodalidade e veículos autônomos, juntamente com o envelhecimento da população global, reduzirão a necessidade de posse de carro. Esse cenário deverá ser percebido principalmente em São Paulo, uma das cidades mais congestionadas da América do Sul.

Embora atualmente o transporte público represente uma parcela significativa das viagens, o sistema de transporte está superlotado, atrasado e com pouca conexão. Nos próximos 10 anos, a Kantar projeta as seguintes mudanças nos modos de transporte:

· Transporte público: + 10%
· Caminhada: + 25%
· Bicicleta: + 47%
· Carro: -28%

Algumas medidas de infraestrutura estão em andamento, incluindo a extensão das linhas de metrô e trem. No entanto, os investimentos na infraestrutura da cidade estão desacelerando ultimamente, devido em parte à crise econômica. Para piorar, São Paulo pontua pobremente no índice da Kantar de cidades prontas para tecnologia.

Portanto, não surpreende que as pessoas tenham uma visão muito crítica de sua cidade e não tenham muita confiança em seu governo para entregar um futuro sustentável para a mobilidade. A resposta imediata seria de que o paulista usará menos o carro para favorecer outros meios de transporte

Tendência global
Esse declínio será compensado pelo aumento do uso de transporte público, ciclismo e caminhada, à medida que os cidadãos mudam para maneiras mais ecológicas de viajar. Até 2030, esses meios de transporte mais ecológicos representarão 49% de todas as viagens realizadas contra 46% para carros (que atualmente representam 51% das viagens). Viagens de táxi e compartilhamento/carona, além de outros meios, como balsas, serão responsáveis ​​pelos 5% restantes.

O ciclismo está a caminho de se tornar o meio de transporte que mais cresce, com previsão de aumento de 18% entre agora e 2030. O uso de transporte público e a pé aumentará 15% e 6%, respectivamente. Milhares de projetos de infraestrutura em todo o mundo, como expansão de ciclovias e esquemas de compartilhamento de bicicletas, projetos de pedestres e melhorias no transporte público estão contribuindo para esses novos comportamentos de mobilidade.

Nesse contexto, a Kantar projeta que, nas 31 cidades pesquisadas, cerca de 36,7 milhões de habitantes das cidades mudarão a maneira de viajar nos próximos 10 anos. Manchester está marcado para ver a maior mudança no uso de transporte, seguido por Moscou e São Paulo.

As principais cidades em transformação até 2030:
1 Manchester
2 Moscou
3 São Paulo
4 Paris
5 Joanesburgo
6 Guangzhou
6 Milão
8 Montreal
9 Amsterdã
10 Xangai

“Promover e investir em tecnologia para mobilidade urbana será fundamental para facilitar a transição para soluções de transporte mais inteligentes e sustentáveis ​​nos próximos 10 anos”, afirma Luciana Pepe, diretora de contas da Kantar, no setor automotivo. “A pesquisa da Kantar descobriu que 40% das pessoas em todo o mundo estão abertas a adotar novas soluções inovadoras de mobilidade; mas nem todas as cidades estão prontas para a transformação da mobilidade.”

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel