Stellantis inaugura laboratórios para veículos no Brasil

0
2
Foto: Divulgação

O Tech Center Stellantis para América do Sul, centro de desenvolvimento de veículos do grupo, inaugurou instalações e equipamentos para projetar, desenvolver e testar veículos de classe mundial na América do Sul.

Ao longo dos últimos três anos, o Tech Center recebeu investimentos de aproximadamente R$ 100 milhões, incorporando novas estruturas no Centro Tecnológico e nos 40 laboratórios que estão instalados no Polo Automotivo de Betim (MG).

+ Fiat Pulse chega a mais de 5,5 mil reservas; veja as versões e preços
+ Veja a galeria de fotos do Jeep Commander
+ Jeep Compass: veja 5 curiosidades do SUV e qual é a melhor versão


Os recém-lançados Fiat Pulse e Jeep Commander são os exemplos mais recentes de modelos que se tornaram realidade a partir dos laboratórios.

Os novos espaços do Tech Center compreendem três áreas: Engenharia de Materiais, o Laboratório de Materiais e a Diagnose.

Foto: Divulgação

Laboratórios de Materiais

Compreende cinco laboratórios, sendo: Laboratórios de Materiais Metálicos, Polímeros e Compósitos, Química e Corrosão, Pintura e Avaliação Estética e o Laboratório de Fixações, compreendendo Soldagem, Adesivação e Sistemas Aparafusados.

Os testes e avaliações realizados nesses laboratórios variam de acordo com o tipo de material que está sendo analisado podendo ser ensaios de tração, análises fractográficas através de microscopia eletrônica de varredura, análises químicas, análises termogravimétricas, ultrassom, radiografia, dureza, metalografia, resistência a corrosão, intemperismo, análises colorimétricas, entre outras.

Ao Laboratório de Materiais cabe certificar através de testes, análises e caracterizações o material especificado pela Engenharia de Materiais de acordo com normas e desenhos aplicáveis.

“Os materiais e processos utilizados na produção de componentes e sistemas são pilares essenciais do projeto de um veículo. É a partir do ponto de vista de processamento, propriedades, estrutura e desempenho dos materiais é que ocorre a melhor escolha entre estes vários materiais para uma determinada aplicação, de modo a satisfazer os requisitos de projeto do componente”, comenta Thaises Carvalho, Analista de Engenharia do Produto da Stellantis, em nota divulgada.

Diagnose

A área de Diagnose tem como o principal foco a previsibilidade do comportamento dos materiais que compõem o veículo, buscando antecipar seu comportamento na aplicação no produto.

O processo de Diagnose é um roteiro planejado que consiste na busca do mecanismo causal de um inconveniente ou falha em um componente ou sistema para que medidas corretivas apropriadas possam ser tomadas para prevenir a recorrência futura desta falha.

Consiste em uma série ordenada de atividades iniciando com a coleta de dados, exames preliminares, ensaios não destrutivos, ensaios mecânicos, análise da fratura, metalografia, ensaios sob condições simuladas de serviço, análise química e térmica, análise de todas as evidências disponíveis, formulação de conclusões e recomendações para erradicar o inconveniente.

O suporte ao processo de Diagnose é fornecido pelo Laboratório de Materiais, por meio de análises, ensaios e caracterizações dos materiais.

MAIS NA MOTOR SHOW:

+ Qual é a melhor versão do Jeep Compass 2022?
+ Volvo XC60 2022 muda visual e recebe novos equipamentos
+ Bronco Sport surfista: Ford e Osklen realizam parceria; entenda
+ Forza Horizon 5: game para Xbox e PC está disponível; veja o preço
+ Chevrolet Cruze RS aparece em fase final de testes no Brasil
+ Leilão tem Volkswagen Kombi Last Edition
+ BMW Motorrad tem cashback em acessórios e 4 parcelas pagas
+ Ford Maverick: Italo Ferreira grava campanha e mostra detalhes da picape
+ Preço da gasolina comum chega a custar R$ 7,999
+ Fórmula 1: GP de SP terá passaporte da vacinação; veja os requisitos
+ JAC E-J7: sedã elétrico chega ao Brasil e promete desafiar Audi e BMW
+ Renegade assume liderança entre os SUVs em outubro; veja a lista