Superexclusivo

0
166
Roberto Assunção

Se você faz o tipo discreto, evite este Z4. A carroceria amarelo-atacama, as rodas pretas e outros itens de esportividade são exclusivos do pacote Design Pure Impulse. A marca trouxe só quatro exemplares para o Brasil ao preço de R$ 269.950. Dirigi-lo é virar o centro das atenções. Seja com o teto aberto, seja com ele fechado.

A capota rígida com acionamento elétrico leva 19 segundos para transformar o Z4 de cupê em roadster. Com o teto recolhido, a turbulência é mínima e dá para conversar sem elevar o tom de voz. Já com ele fechado é preciso um pouco de ginástica para acessar o habitáculo à baixa altura. A posição de dirigir é esportiva e o motorista vai sentado perto do eixo traseiro para favorecer a distribuição de peso, que fica na ordem de 50% para cada eixo. Os bancos com formato esportivo têm ajustes elétricos e são revestidos de couro. As costuras em amarelo combinam com as laterais de portas de Alcantara e os detalhes do painel. Duas falhas graves em um carro de mais de R$ 200 mil: falta o sistema de partida sem chave e os sensores de estacionamento, essenciais nesse tipo de carroceria.

Sob o enorme capô está o motor dois litros com turbo de duplo caracol (BMW TwinPower turbo). Ou seja, enquanto um atua nos cilindros 1 e 4, o outro funciona para os cilindros 2 e 3. É a primeira vez que essa unidade é utilizada por um roadster da marca, mas já está presente nos Série 3, Série 5 e no X1. Para quem acha pouco, há também o Z4 sDrive 35i, com bloco de seis cilindros e 306 cv.

Embora seja menos potente que o Audi TT Roadster (211 cv) e o Mercedes SLK 250 (204 cv), o Z4 não decepciona e transmite boas doses de emoção ao volante. Há três modos de condução que podem ser selecionados por meio de dois botões ao lado da alavanca de câmbio: Comfort, Sport e Sport Plus (no último, o controle de tração é desligado). Eles mudam as respostas do acelerador, enrijecem a direção e deixam a suspensão mais firme. Além disso, a transmissão automática de oito marchas também é reconfigurada para “atrasar” as trocas e fazer bruscas reduções durante as frenagens.

Seja em dias ensolarados curtindo uma brisa, seja nos chuvosos, o Z4 é um carro convidativo. Mas, se você não se importa de ser apontado nas ruas e vai mesmo pensar em comprar o modelo, pense bem se a hora é essa. No Salão de Detroit (leia cobertura completa nesta edição), o Z4 ganhou uma nova versão sDrive 35i com retoques visuais e uma bela cor laranja, ainda mais chamativa. Ou seja: apesar de as mudanças serem insignificantes, um o novo roadster está a caminho do Brasil.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel