Model X: um crossover com desempenho de superesportivo

A fabricante americana de veículos elétricos Tesla anunciou o lançamento do Model X, o primeiro crossover elétrico de produção em série do mundo. Com capacidade para sete passageiros e um alcance de 402 km, o modelo tem um desempenho de tirar o fôlego: faz de 0 a 96,5 km/h em apenas 3,2 segundos. Mas não é só nisso que o carro impressiona.

O perfil da carroceria não é um dos principais destaques do novo crossover, com dianteira e traseira inspirada na do sedã Model S da empresa e linhas laterais que lembram a de modelos como o BMW X4.

Mas essa impressão se desfaz, porém, quando as quatro portas laterais — batizadas pela fábrica de “Asas de Falcão”, se abrem para o alto. Elas contam com um conjunto de sensores que é capaz de alterar o ângulo de abertura de acordo com o espaço lateral disponível. Algo impensável no Mercedes-Benz 300SL, o primeiro carro de série a ter portas deste tipo.

No interior, o parentesco com o Model S — modelo com o qual compartilha peças e plataforma — fica evidente. O painel é o mesmo do sedã. Mas o conjunto não deixa de ser interessante, com a enorme tela de 17 polegadas no console central, onde se comanda o sistema de som e de ventilação.

A lista de equipamentos também impressiona, com portas dianteiras com abertura automática, sistema de frenagem automática em rodovias, pontos de fixação para até quatro assentos infantis e um ar-condicionado com filtro de especificação médica, que segundo o fabricante é capaz de eliminar vírus e bactérias do ar da cabine.

O modelo é oferecido em duas versões. A 90D, que está equipada com dois motores de 263 cv, faz de 0 a 96,5 km/h em 4,8 segundos e atinge os 249 km/h, ou a mais potente P90D, com um propulsor de 263 cv na dianteira e outro de 510 cv na traseira.

Ainda de acordo com a Tesla, a demanda pelo modelo é tão grande que aqueles que encomendarem o carro agora são devem receber o seu Model X no segundo semestre de 2016.

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar