Teste rápido: Renault Oroch 2023 esbanja o fôlego que faltava

A linha 2023 da picape Renault Oroch estreou o motor 1.3 TCe dos utilitários esportivos Duster e Captur. Uma injeção de ânimo que fez bem ao utilitário

0
116
Renault Oroch 2023
Foto: Marcelo Machado de Melo (La Imagem/Divulgação)

A Renault debutou hoje (12) a linha 2023 da picape Oroch exibindo alterações visuais e sob o capô. Lançada em 2015, a rival da Fiat Toro e a nossa Compra do Ano 2015, agora chega às concessionárias remodelada e nas versões PRO 1.6 SCe Flex (R$ 105.800), Intense 1.6 SCe Flex (R$ 111.300) e a avaliada topo de linha Outsider 1.3 TCe (R$ 137.100).

Feita no Complexo Industrial Ayrton Senna, em São José dos Pinhais (PR), o visual do exterior trouxe retoques pontuais. Entre eles, na grade do radiador, no para-choque dianteiro, que elevou o ângulo de entrada de 26º para 27,6º, nas capas dos retrovisores/maçanetas pintadas em preto brilhante, nos alargadores de para-lamas e no desenho das rodas de liga leve de 16″.

Outras novidades aparecem no santantônio, nos faróis auxiliares, nos frisos das portas, no novo grafismo da tampa da caçamba, nas lanternas escurecidas e no adesivo alusivo à versão Outsider nas laterais. As barras de teto contribuem na versatilidade e comportam até 80 kg de cargas.

+ Renault revela design do novo Austral
+ Último Sandero R.S. produzido vai para acervo da Renault
+ Renault confirma Master elétrica em 2022 no Brasil
+ Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi vai investir 23 bi de euros em elétricos

A cabine influenciada pelo SUV Renault Duster é um dos pontos altos, pois ela ganhou os acabamentos em aço escovado/laranja (também aplicado nos bancos), os botões de comando melhores posicionados à mão e os painéis de portas redesenhados.


Também aparecem o quadro de instrumentos digital, o multimídia flutuante de 8” com Android Auto/Apple CarPlay sem fios e o ar-condicionado automático/digital. Entretanto, a coluna de direção é ajustável apenas em altura e ela continua trazendo o “famigerado” comando satélite. Quem viaja atrás dispõem de espaço devido aos 2,829 m de entre-eixos – maior ao do Renault Duster (2,673 m) e inferior ao da Fiat Toro (2,990 m).

A caçamba do utilitário da Renault tem capacidade volumétrica de 683 litros e uma capacidade de carga de 650 kg (680 kg na de entrada Pro), além de 1,175 m de largura e 1,350 m de profundidade. A tampa do compartimento de cargas suporta até 80 kg.

Foto: Rodolfo Buhrer (Divulgação/La Imagem)

Turbo da alegria

A injeção de ânimo fica por conta da estreia do propulsor de quatro cilindros 1.3 TCe, desenvolvido em parceria com a Daimler, e já disponível nos utilitários esportivos Duster TCe (inicial R$ 136.190) e Captur (parte de R$ 142.990 na versão Zen 1.3 TCe).

Casado ao câmbio continuamente variável (CVT) de oito marchas simuladas estão disponíveis 170 cv de potência entre 5.500 e 6.000 rpm e 27,5 kgfm de torque na faixa de 1.600 e 3.750 rpm (etanol).

Renault Oroch 2023
Foto: Rodolfo Buhrer (La Imagem/Divulgação)

As configurações Pro e Intense do Renault Oroch 2023 empregam o conhecido 1.6 SCe de 120 cv a 5.500 rpm e 16,2 kgfm a 4.000 rpm bebericando o combustível vegetal. A caixa manual passou a ter seis marchas, sendo a relação da primeira 9% mais curta e a última 22% alongada para ajudar no consumo e no conforto acústico – não trata-se da mesma transmissão do Duster 2.0 tampouco do Sandero R.S.

Tanto o 1.3 TCe quanto o 1.6 SCe possuem o Start-Stop, que desliga momentaneamente o propulsor em breves paradas para contribuir no gasto de combustível e na emissão de poluentes. E o sistema agrada pela suavidade ao ligar ou desligar o bloco de quatro cilindros. 

Ao volante 

Embora o 1.3 turbinado da Fiat Toro T270 oferte 185 cv e os mesmos 27,5 kgfm (etanol), ao volante do Renault Oroch 2023 a dirigibilidade seduz pelas boas respostas nos baixos giros e a suavidade entregue pelo câmbio CVT. É uma mudança de hábito comparado à época que oferecia os blocos 1.6 ou 2.0, ambos naturalmente aspirados.

A função Eco deixa as reações comedidas da mesma forma que muda os parâmetros do pedal do acelerador e do ar-condicionado. Indo na estrada, a 100 km/h o conta-giros marca 2.000 rpm e o Renault Oroch 2023 entrega retomadas animadas. O ruído do motor invade o habitáculo em giros mais altos, assim como o da rolagem dos pneus de uso misto Michelin LTX Force de medidas 215/65 R16.

A direção eletro-hidráulica é ligeiramente pesada em baixas velocidades e um tanto anestesiada. Contudo, um ponto forte está na calibração das suspensões MacPherson no eixo dianteiro e multilink atrás. O acerto realizado promove uma baixa rolagem da carroceria nas curvas feitas rapidamente e ainda garante o conforto dos ocupantes no fora-de-estrada.

Saindo do asfalto, o Renault Oroch 2023 encara sem medo um fora-de-estrada leve devido ao ângulo de entrada de 27,6º, de saída (22,4º) e a altura livre do solo de 212 mm (6 mm a mais). De acordo com o fabricante, não existem planos de lançar uma versão 4×4.

Renault Oroch 2023
Foto: Rodolfo Buhrer (Divulgação/La Imagem)

Uma crítica fica pela ausência dos assistentes à condução, que podem equipar o utilitário futuramente. Ainda falando de segurança, todas a gama do Renault Oroch 2023 oferta os sensores de chuva/crespuscular, os controles eletrônicos de tração/estabilidade, o sistema anti-capotamento e o assistente de partidas em rampas (atua por dois segundos para facilitar as saídas em aclives). 

Com novo visual e a vinda do propulsor turbinado, o Renault Oroch 2023 renova as armas para disputar a preferência dos brasileiros frente a frente com a Fiat Toro.


FICHA TÉCNICA
RENAULT OROCH OUTSIDER 2023
Preço básico: R$ 105.800
Carro avaliado: R$ 137.100

Renault Oroch Outsider 2023
Motor: quatro cilindros em linha 1.3, 16V, injeção direta, turbo, start-stop
Cilindrada: 1332 cm3
Combustível: flex
Potência: 162 cv (G) e 170 cv (e) entre 5.500 rpm e 6.000 rpm
Torque: 27,5 kgfm (g/e) de 1.600 a 3.750 rpm
Câmbio: automático continuamente variável (CVT), oito marchas
Direção: eletro-hidráulica
Suspensões: MacPherson (d) e multilink (t)
Freios: discos ventilados (d) e tambores (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,719 m (c), 1,834 m (l), 1,634 m (a)
Entre-eixos: 2,829 m
Pneus: 215/65 R16
Caçamba: 683 litros
Tanque: 45 litros
Peso: 1.432 kg
0-100 km/h: 9s8 (g/e)
Velocidade máxima: 187 km/h (g) e 189 km/h (e)
Consumo cidade: 10,5 km/l (g) e 7,4 km/l (e)
Consumo estrada: 11,0 km/l (g) e 7,8 km/l (e)
Emissão de CO2: 116 g/km*
Nota do Inmetro:
Classificação na categoria: A (picape compacta)

 

MAIS NA MOTOR SHOW:

+ Preços da gasolina e etanol sobem; veja qual é o mais vantajoso
+ Jeep lança programa de benefícios no Brasil; veja como funciona
+ Diesel fica 12% mais caro; todas as regiões brasileiras registraram alta
+ Qual é a melhor versão do Jeep Compass 2022?
+ Fiat Strada segue na liderança em março; Mobi também é destaque
+ Carro por assinatura vale a pena? Confira um guia completo com preços, vantagens e desvantagens
+ Redução de IPI deixa o SUV BYD Tan EV R$ 14 mil mais barato
+ Nissan lança Frontier 2023 atualizada e com novas versões; veja o preço
+ Fiscais flagram motorista de Fiat Weekend transportando 3 bezerros
+ GM e Honda fazem parceria para produzir carros elétricos