Todo o charme Francês


Lamborghini Sesto Elemento

O protótipo foi construído todo em bra de carbono com o objetivo de reduzir peso e aumentar performance e e ciência. Pesa apenas 999 kg, e é equipado com um motor V10 capaz de produzir 570 cv de potência, o que lhe permite acelerar de zero a 100 km/h em apenas 2,5 segundos e alcançar os 350 km/h.

Este ano, como nas duas últimas edições do Salão de Paris, as 306 marcas que expuseram no Portal de Versailles procuraram transmitir um claro recado ao consumidor europeu: estão empenhadas na busca de um planeta mais sustentável – com a redução de poluentes e novas tecnologias que viabilizem o uso de fontes de energia mais limpas.

Mas, embora nenhum CEO das grandes companhias tenha tocado no assunto, o fato de os motores 100% elétricos serem reais não significa que sejam uma realidade. Não há previsão para que esses veículos sejam produzidos em grande escala. E nem poderia haver. O mundo, inclusive os países mais desenvolvidos, não está preparado para isso. Não há políticas para uma produção de energia elétrica capaz de abastecer a frota planetária, não há projetos para pontos de abastecimento (um carro elétrico tem autonomia de cerca de 150 km) nem mesmo estudos para o descarte das baterias de lítio. Aliás, será que vamos transformar a terra em um enorme queijo suíço para a extração de lítio? A realidade mais próxima está nos híbridos, mas cuja escala de produção também está distante da demanda.

Modelos como Ferrari têm brilho próprio, mas os apaixonados por automóveis experimentam algo diferente: a eletricidade coloca a indústria falando o mesmo idioma, uma língua que não faz barulho.

Audi Quattro Concept

O painel digital exibe apenas as informações básicas. O console revestido em couro e bra de carbono tem apenas os controles do ar-condicionado digital. A carroceria é feita de alumínio, resultando em um peso total de 1.300 kg. O motor é um 2.5 com cinco cilindros em linha, turbocompressor e injeção direta de combustível. São 413 cv, que fazem o carro acelerar de zero a 100 km/h em 3,8 segundos.

 

 

 

Ford Focus

A nova geração marca a entrada dos motores de injeção direta Ecoboost na linha Focus, com 1,6 litro e versões de 150 cv ou 180 cv. Há ainda o de 1,6 litro Duratec, com 105 cv ou 125 cv. Todas as versões com câmbio automatizado de seis velocidades e duas embreagens. A terceira geração do Focus ainda não tem preços de nidos no mercado europeu. Também não há previsão o cial sobre a chegada ao Brasil. Apesar disso, fontes a rmam que isso deve ocorrer até 2012.

Na montadora, o carro-conceito é tratado como o “ciclo da vida”. Mais do que um protótipo, antecipa com realismo ímpar os traços das futuras linhas do fabricante francês, que planeja o desenvolvimento de automóveis globais com motores híbridos e design arrojado. O ultracompacto 100% elétrico, nitidamente urbano, possui espaço para duas pessoas, com o passageiro sentado atrás do motorista. O Twizy é apresentado como a proposta da Renault para lidar com a di culdade de locomoção nas grandes cidades. O carro possui 2,32 metros de comprimento, 1,19 metro de largura, 1,46 metro de altura e pesa 450 kg, sendo 100 kg das baterias, que lhe proporcionam autonomia de aproximadamente 97 quilômetros a uma velocidade de 45 km/h.

A Jaguar surpreendeu e levou ao Salão do Automóvel de Paris o protótipo de um supercarro elétrico. O modelo tem motor com turbinas gêmeas a gás e, associado ao motor elétrico, consegue atingir 780 cv. São apenas 3,4 segundos para acelerar de zero a 100 km/h, podendo atingir a velocidade máxima de 330 km/h.

 

 

Ferrari AS Aperta

Do modelo inspirado na Ferrari 599, foram produzidas apenas 81 unidades, uma para cada ano do estúdio Pininfarina. E todas elas já foram vendidas. Talvez para ser mais fácil ouvir o som do motor de 670 cv de potência que ruge diante dos bancos, o modelo é conversível.

Hyundai ix20

Não há planos para que o ix20 seja lançado no Brasil. Na Europa, apesar de o design lembrar o do SUV ix35, o monovolume coreano será lançado no início do próximo ano para disputar mercado com a Meriva, com o Citroën C3 Picasso e o Honda Fit. Se levar vantagem, o fabricante poderá rever os planos com relação ao mercado brasileiro.

Mercedes CLS

Apontado pelo fabricante como um “ícone do design”, o novo CLS quer chegar ao mercado como sinônimo de palavra nal em so sticação e tecnologia. Oferece economia de combustível de até 25% em relação aos similares. O novo cupê quatro portas pretende ser também um paradigma em segurança, com 12 sistemas de direção assistida. As vendas, segundo a marca, começam na Europa já em janeiro dao ano que vem.

BMW 6 Concept Coupé

O modelo que antecipa o lançamento do novo Série 6 não tem data prevista para fabricação em série, mas já é tido como objeto de desejo. Traz assentos em couro de duas cores, painel digital com tela de 10,2 polegadas para o sistema i.Drive e equipamento de som da Bang-Olufsen com 16 falantes. O carro deverá apresentar versões com motorização de 207 cv a 248 cv, além de uma versão híbrida.

 

Citroën C4

Chega com novo visual, LEDs no parachoque dianteiro para iluminação diurna, detalhes cromados e novas lanternas traseiras escurecidas. Na motorização, a novidade é a adoção da tecnologia e-HDi, a última geração do sistema start&stop, que permite redução de até 15% de emissões de poluentes e consumo de combustível. A fabricante francesa promete que a linha DS será ampliada nos próximos dois anos. O DS4 é um modelo hatch de quatro portas, baseado no C4, com alças escondidas nos quadros de vidro traseiro, de modo a torná-lo mais parecido com um coupé. Na versão à gasolina, serão apresentados motores 1.6 e 1.6 turbo. Deve chegar ao Brasil em 2012.

 

 

Lotus Esprit

O carro de James Bond, Uma Linda Mulher e Instinto Selvagem agora tem seu nome resgatado em grande estilo por este carro-conceito da marca. O Esprit conceitual conta com motor V8 5.0 de 620 cv. O câmbio de sete velocidades vem com embreagem dupla. Há somente dois assentos para se usufruir da aceleração de 0 a 100 km/h em 3s4 e da velocidade máxima de 330 km/h.

Porsche Carrera GTS Speedster

Trata-se de uma homenagem ao 356 Speedster, primeiro Porsche a receber essa famosa versão. Com para-brisa reduzido, apresenta uma cobertura rígida emforma de bolha dupla sob a qual é guardada manualmente a capota de lona. O motor boxer de seis cilindros e 3,8 litros entrega 408 cv de potência. O carro é capaz de atingir 305 km/h de velocidade máxima e acelerar de zero a 100 km/h em apenas 4,5segundos. Só 356 unidades dele serão fabricadas.

 

Maserati Granturismo MC Stradale

Mais leve, mais potente e mais veloz, o MC Stradale conta com motor 4.7 V8 de 450 cv e novo pacote aerodinâmico, com compostos em bra de carbono, melhorias de suspensão, freios redimensionados, para-choque dianteiro modi cado e a instalação de extrator de ar e aerofólio na traseira.

Peugeot 508

Vai substituir a linha 407. Estará disponível nas concessionárias europeias, nas carrocerias sedã e perua, no início de 2011. Entre as motorizações, serão três opções a gasolina, todas 1.6, com potência entre 120 cv e 156 cv, com transmissão mecânica e automática de seis velocidades. Em 2012, a Peugeot deverá incorporar uma versão híbrida à linha. No Brasil, deverá car acima do 408, que está sendo apresentado no Salão Internacional do Automóvel.

Fiat Punto Evo Abarth SS

Além do visual mais apimentado, o Punto Evo Abarth também ganhou melhorias em seu motor 1.4 Turbo, o que resultou no aumento da potência para 165 cv. Além disso, o torque também subiu de 23,4 kgfm a 3.000 rpm para 25,5 kgfm a 2.250 rpm. Agora, o hatch precisa de 7,9 segundos para acelerar de zero a 100 km/h, ante os 8,2 segundos da versão anterior.

 

 

COMPARTILHAR
Notícia anteriorMercado
Próxima notíciaSalão do automóvel 2010