Toyota Camry exibe visual “bombadão” com placas de carros

O Toyota Camry teve os para-lamas alargados com placas de identificação - também utilizadas no spoiler. A carroceria foi enferrujada e o interior depenado

Toyota Camry XV10 enferrujado
Foto: reddit.com

Eis um projeto para lá de inusitado. O Toyota Camry do proprietário Austin Lee Ingram, de Georgetown, em Indiana, nos Estados Unidos, viralizou na rede após as fotos compartilhadas no Reddit.


Os para-lamas da geração XV10 do sedã nipônico, oferecida entre 1991 e 1996, foram alargados após a utilização de diversas placas de identificação – elas também foram empregadas para construir o spoiler no estilo ducktail e montado sobre a tampa do porta-malas.

+ Avaliação: Fiat Strada Cabine Plus erra no nome, mas acerta na fórmula
+ Duas limousines utilizadas por John F. Kennedy vão a leilão
+ O futuro dos carros elétricos pode estar no fundo do mar?
+ Avaliação: Fiat Strada Cabine Plus erra no nome, mas acerta na fórmula

Todos os painéis da carroceria do Toyota Camry foram enferrujados e outras modificações aparecem na cabine, com a remoção das janelas laterais/traseira e o teto parcialmente cortado, que impede os passeios nos dias chuvosos.

O interior foi totalmente depenado e só os bancos dianteiros foram mantidos. Não foram divulgadas informações sobre modificações mecânicas, mas é possível reparar na saída de escape pelo capô.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel