Toyota GR Yaris é um foguete de bolso de 272 cv

Variante esportiva equipada com tração integral acelera de 0 a 100 km/h em 5,5 segundos e crava 230 km/h de velocidade máxima


O Toyota GR Yaris foi apresentado no Tokyo Auto Salon 2020. A variante radical foi desenvolvida em colaboração com a Toyota Gazoo Racing e já está disponível para encomendas, com preços de 32.563 euros (RZ First Edition) e 37.497 euros (RZ High-Performance First Edition).

Para a Toyota, o GR Yaris é um retorno ao icônico Celica GT-Four 1999. A novidade também servirá de homologação para a entrada do fabricante em competições de rali.

Os dados técnicos fazem inveja! Os engenheiros desenvolveram um motor tricilíndrico 1.6 com turbo e injeção direta (nomenclatura G16-GTS) de 272 cv de potência e 37,7 kgfm de torque (versão japonesa) ou 261 cv e 36,7 kgfm (versão européia). O câmbio é manual de seis marchas e a tração integral permanente GR-Four.

O diferencial central pode repartir a força entre os eixos e estão disponíveis três programas para alterar o comportamento: Normal (60:40), Sport (30:70) e Track (50:50). Dependendo da situação, o torque pode ser enviado 100% para o eixo dianteiro ou traseiro.

Os 1.280 kg garantem uma relação peso-potência de 4,70 kg/cv permitindo acelerar de 0 a 100 km/h em 5,5 segundos e cravar 230 km/h de velocidade máxima. Os freios utilizam discos ventilados, enquanto as rodas vestem pneus de medidas 225/40 ZR18.

A carroceria de três portas é exclusiva do GR Yaris e o modelo é construído sobre uma versão exclusiva da plataforma TNGA, com tração nas quatro rodas e suspensões independentes.

Ele mede 3,99 m de comprimento, 1,80 m de largura e 2,55 m de entre-eixos. O capô, a tampa do porta-malas e os painéis de portas são de alumínio, enquanto o teto em plástico é reforçado com fibra de carbono. Aliás, o teto foi reduzido em 91 mm.

Vale lembrar, que o GR Yaris é baseado na nova geração do Toyota e totalmente diferente do Yaris à venda em nosso mercado. Cada exemplar será fabricado artesanalmente na fábrica de Motomachi, no Japão.