Toyota Yaris fica mais caro na linha 2020 e diminui número de versões manuais

Reajuste de valores aumenta preço de todas as versões de acabamento do modelo, que tem vendido bem em 2019

Toyota Yaris é um dos destaques da marca desde seu lançamento, na metade do ano passado (Foto: Roberto Assunção)

A Toyota revelou nesta semana a tabela de preços da linha 2020 do Yaris, que não traz mudanças visuais interna e externamente, mas que de modo geral ficou mais cara. Entre as novidades, a marca aproximou os valores de versões com câmbio manual e CVT – aumentando o preço da versão equipada com caixa manual, tornando, dessa forma, mais atraente a configuração equipada com câmbio CVT.

Na real, vale lembrar que essa é um atitude bem comum de algumas montadoras.

Vamos explicar: o Yaris XL 1.3 M/T foi a versão que mais cresceu de preço, partindo de R$ 66.190 – R$ 4.600 a mais que o último reajuste de tabela, de janeiro. Por outro lado, a mesma versão com câmbio CVT ficou R$ 1.500 mais cara, subindo a R$ 68.590. Dessa forma, a diferença de preço ficou em R$ 2.400, praticamente “forçando” o cliente a escolher a versão CVT. A mesma atualização aconteceu com o Yaris Sedan XL 1.5.

Outra novidade é triste para os fãs de câmbio manual: agora só as duas versões de entrada de cada configuração de carroceria (hatch e sedã) vêm equipada com a caixa manual de cinco marchas, enquanto todas as outras já trazem a caixa automática CVT que simula sete marchas. Confira a nova tabela de preços abaixo:

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar