Um compacto ideal

 

 

O apartamento em que eu morava até o mês passado, no estilo loft, não era nada grande. Quando mudei para lá, solteiro, o espaço era suficiente. Me casei e achei que logo ele ficaria pequeno. Mas o charmoso duplex, com sala de pé-direito duplo, suíte no mezanino e enormes janelas nos abrigou bem por seis anos. O acabamento da melhor qualidade vedava o barulho da cidade e o frio do inverno. Só decidi sair de lá pela necessidade de acomodar um novo membro da família que está por vir. Na semana que passei com o Audi A1, lembrei muito do meu antigo apartamento. O carrinho, como ele, também tem acabamento impecável, ambiente agradável e charme único, além de garantir uma sensação de fugir do lugar-comum… mas tem também uma enorme limitação de espaço.

Como em grande parte dos Audi, seu maior destaque está no conjunto mecânico. Nosso leitor habitual deve estar cansado de elogios ao câmbio de dupla embreagem da marca, mas não dá para não falar nele. O sistema automatizado faz trocas muito rápidas, fazendo o motor parecer bem mais que um pequeno 1.4. Claro que o turbo é essencial para a potência de 1.6 (122 cv) e o torque de 2.0 (20,4 kgfm, de 1.500 a 4.000 rpm). O consumo impressiona: é mais baixo que o de muito 1.0.

Versátil, o A1 permite desfrutar de muita esportividade e agilidade, usando as borboletas no volante para trocas de marcha e aproveitando da boa mecânica e do tamanho reduzido. Por outro lado, também oferece muito luxo e conforto, rodando com suavidade em marchas altas. E tudo isso despertando simpatia nas ruas.

Quem pilota é abraçado pelo banco, mas quem vai atrás sofre para entrar

 

 

Não se engane pelas medidas, o A1 tem tudo (em conforto e tecnologia) que qualquer Audi grande. Sistema multimídia, volante multifunção, ar-condicionado digital e – seu grande trunfo – motor 1.4 TSfie câmbio DSG

 

Enfim, um compacto luxuoso e estiloso, como meu antigo loft, mas apertado como ele. Sem dúvida eu o compraria, e ficaria com ele até precisar de mais espaço. Para mim, é a melhor compra para uso urbano hoje. Por R$ 89.900, não é barato, mas vale o que custa. O A3 Sport seria uma opção, mas custa R$ 20 mil a mais, seu 2.0 não é tão econômico e o espaço é quase igual. Por R$ 115 mil, o A3 Sportback é mais amplo e ganha mais duas portas. Ou seja, ou você põe mais dinheiro ou terá que abrir mão de alguma coisa. Meu novo apartamento tem o dobro do tamanho, e não custou muito mais. Mas não tem o mesmo luxo nem tanto charme.

 

Audi A1

MOTOR quatro cilindros em linha, 1,4 litro, 16V, injeção direta, turbo TRANSMISSÃO manual automatizada, dupla embreagem, sete marchas, borboletas no volante, tração dianteira DIMENSÕES comp.: 3,95 m – larg.: 1,74 m – alt.: 1,42 m ENTRE-EIXOS 2,469 m PORTA-MALAS 270 litros PNEUS 205/55 R15 PESO 1.200 kg GASOLINA POTÊNCIA 122 cv a 5.000 rpm TORQUE 20,4 kgfm de 1.500 a 4.000 rpm VEL. MÁXIMA 203 km/h 0 – 100 km/h 8,9 segundos CONSUMO cidade: 15,4 km/l – estrada: 21,7 km/l (dados da Europa) CONSUMO REAL não disponível

 

Contra ponto

●Adorei a associação feita pelo Flavio Silveira entre seu apartamento antigo e o Audi A1. Mas enxergo as coisas sob um outro prisma. Imagine se ele morasse em uma casa enorme e confortável em um elegante condomínio no interior de São Paulo e tivesse seu charmoso loft na cidade somente para os dias que precisasse passar uma noite na capital por razões profissionais. Não seria perfeito? Pois, para mim, o Audi A1 é isso. É um carrinho ideal para quem já tem outros automóveis, maiores e mais confortáveis, na garagem: um Audi Q5 ou um A8, quem sabe? Ele serve ao transporte urbano diário onde se precisa de agilidade, baixo consumo e torque suficiente para retomadas constantes, sem abrir mão de “detalhes” como luxo, tecnologia alemã de ponta e esportividade. É um city car para quem gosta de carro e pode ter mais do que um compacto popular, na mesma categoria do Mini Cooper. Eu o compraria, sem dúvida. Para não dizer que é perfeito, não gosto da vibração excessiva quando o sistema start-stop reacende o motor. E só.

ANA FLÁVIA FURLAN| EDITORA

OS CONCORRENTES

Audi A3 Sport

“Se espaço for fundamental, o Audi A3 é sensacional, tanto o Sport quanto o Sportback. Mas é R$ 20 mil mais caro…”

Douglas Mendonça

BMW 118i

“Com preço próximo, oferece quatro portas e um motor maior, mas é menos esportivo, mais gastão e vai mudar”

Bruna Marconi

Mini Cooper

“Em matéria de diversão ao volante, os dois oferecem quase o mesmo. Mas o design do A1 me atrai mais que o do Mini”

Rafael Poci Déa