Um familiar redescoberto

Fotos: Roberto Assunção

O Peugeot 3008 padecia de uma atualização visual. E ela chegou em boa hora. O crossover teve a dianteira redesenhada.Tem novo conjunto óptico com iluminação diurna, grade e faróis de neblina ontornados por elemento cromado – mesmo material da capa dos retrovisores, das guarnições superiores das janelas e dos frisos laterais. Outras novidades também na traseira: as lanternas ganharam iluminação de LED e o emblema do fabricante na tampa do porta-malas passa a ter embaixo a inscrição Peugeot. O toque de requinte fica nos detalhes feitos de aço inox presentes nos para-choques dianteiro e traseiro.

Os pontos altos do modelo estão na sua cabine espaçosa e na grande área envidraçada. A sensação de amplitude é proporcionada pelo grande teto solar panorâmico. O interior traz acabamento com materiais de qualidade e sensíveis ao toque. A posição de dirigir é alta e os bancos têm abas laterais elevadas, que seguram bem o corpo nas curvas. Os assentos são revestidos de couro e tecido. Já quem viaja atrás dispõe de espaço abundante para as pernas. O quadro de instrumentos tem fácil leitura. No entanto, o motorista não precisa ficar de olho nele, pois o 3008 é equipado com o Head Up Display (HUD), que projeta informações, como a velocidade, em uma lâmina de policarbonato translúcida.

Vendido nessa versão única Griffe, oferece comodidades como freio de estacionamento elétrico, ar-condicionado de duas zonas com saídas traseiras, sensor de ré, assistente de partida em rampas. A grande novidade da cabine do 3008 é a inclusão do sistema multimídia com tela de 7” (não opera por toques na tela) e navegador por GPS. Além disso, o compartimento refrigerado sob o apoio de braço dianteiro tem 13,5 litros de capacidade e permite acondicionar garrafas de até 1,5 litro. Já o porta-malas de dois andares comporta 512 litros. Para ficar perfeito, só faltava esse Peugeot ter chave presencial, sensor de estacionamento dianteiro e abertura elétrica da tampa do compartimento de carga. 

O desempenho do 3008 vem do motor 1.6 com turbo, desenvolvido em parceria com a BMW. São 165 cv de potência e torque de 24,5 kgfm disponível a baixas 1.400 rpm – que, em certos momentos, revelam um caráter esportivo desse crossover. O câmbio automático de seis marchas ajuda e faz rápidas mudanças ou retomadas, com opção de trocas sequenciais pela alavanca, mas não tem as práticas borboletas atrás do volante. As suspensões têm ajuste macio, mas sofrem, dependendo do tipo de piso, com buracos e imperfeições. Em segurança, os passageiros são assistidos por freios com ABS, seis airbags (dianteiro, lateral e de cortina), controle eletrônico de estabilidade, repartidor eletrônico de frenagem, assistência de frenagem de urgência e assistente antiderrapagem. Agora atualizado, esse familiar da Peugeot volta a ter as suas garras afiadas.

Veja também

+ Fiat faz desconto em toda a linha; preço do Toro cai R$ 32 mil
+ Acesso de fúria de macaco deixa um homem morto e 250 pessoas feridas na Índia
+ Risco de casos graves de Covid é 45% maior em pessoas com sangue do tipo A, segundo pesquisadores europeus,
+ Aprenda a fazer o brigadeiro de paçoca de Ana Maria Braga


COMPARTILHAR
Notícia anteriorFôlego Revigorado
Próxima notíciaUma fera contra os alemães