Um sueco abusado em terreno alemão

Roberto Assunção

Volvo V40 R-Design é um carro correto. Tão certinho que às vezes torna-se até monótono de dirigir. Contudo, sejamos francos. É inegável que o novo motor 2.0 turbo da família Drive-E caiu bem. O modelo é o primeiro da linha 40 a ganhar essa mecânica. Anteriormente, ele tinha um 2.0 turbo de 210 cv de potência a 6.000 rpm e torque de 30,6 kgfm entre 2.700 e 5.000 rpm. Agora, o V40 despeja 245 cv a 5.500 rpm e 35,7 kgfm de 1.500 rpm a 4.800 rpm. O V40 vai de 0-100 km/h um pouco mais lento que o Mercedes-Benz A 250 (211 cv): 6,9 segundos contra 6,6 segundos, respectivamente. Ambos são tração dianteira. Essa diferença de tempo está no peso de 1.583 quilos do V40 ante 1.465 quilos do Mercedes A 250.


O painel do V40 tem três modos visuais. O quadro de instrumentos vermelho indica a opção Sport. Acima, a tela central. Abaixo, controles do ar e alavanca de câmbio

A transmissão automática de oito marchas oferece trocas sequenciais feitas pela alavanca ou pelas borboletas atrás do volante. E, dependendo da situação, essa caixa reduz até cinco marchas – pula da oitava para a terceira. Com a tecla Eco+ acionada e dirigindo entre 60 km/h e 130 km/h, é engatado o ponto morto do câmbio. É verdade que leva um tempo para atuar e não é tão rápido, como nos Audi. Na estrada, conseguimos médias de até 12,9 km/l. Já na cidade, o start-stop desliga o motor em breves paradas. No V40, esse sistema atua antes mesmo de o carro parar. Mesmo assim, a autonomia urbana, de acordo com o computador de bordo, foi entre 6 km/l e 9 km/l.

As suspensões beneficiam o equilíbrio do carro nas curvas. Já na cidade, o conjunto sofre mais, dependendo do tipo de piso. Por dentro, apesar da altura reduzida da cabine, o habitáculo não é apertado. O quadro de instrumentos é configurável em três modos de visualização: Eco, Elegance e Sport. A central multimídia Sensus Connect Touch traz alguns aplicativos instalados, como o TuneIn (para escutar rádios online) e o Stitcher (para ouvir podcast). O V40 custa R$ 141.750 e é mais em conta que o BMW 125iM (R$ 177.950) e o Mercedes-Benz A 250 (R$ 169.900). Porém, custa mais que o Audi A3 Sportback 1.8 (R$ 121.990).

—–

Ficha técnica:

Volvo V40 R-Design

Motor: 4 cilindros em linha, 16V, turbo, comando variável de válvulas
Cilindrada: 1969 cm3
Combustível: gasolina
Potência: 245 cv a 5.500 rpm
Torque: 35,7 kgfm de 1.500 rpm a 4.800 rpm
Câmbio: automático, oito marchas, trocas sequenciais
Tração: dianteira
Direção: elétrica
Dimensões: 4,369 m (c), 1,783 m (l), 1,420 m (a)
Entre-eixos: 2,647 m
Pneus: n/d
Porta-malas: 335 litros
Tanque: 62 litros
Peso: 1.583 kg 0-100 km/h: 6s9
Vel. máxima: não divulgada
Consumo: não divulgado
Nota do Inmetro: não participa