Uma ode ao luxo

A Lexus é uma submarca da Toyota que nasceu do desafi o de Eiji Toyoda, presidente da fabricante japonesa, de construir o “melhor carro de luxo do mundo”. Virou referência de sofi sticação e revolucionou mercados – principalmente o norte-americano. Por aqui, alguns modelos já foram trazidos ofi cialmente, mas apenas sob encomenda. Agora, a Lexus foi lançada ofi cialmente ao País, com direito à inauguração de uma primeira concessionária na zona sul de São Paulo. Os alvos são, principalmente, os consumidores das alemãs Mercedes, BMW e Audi. “O Brasil é uma grande potência. Nosso foco está na exclusividade, e queremos 10% de participação em cada segmento nos quais atuaremos. Esperamos vender 100 unidades até o fi m deste ano”, diz Frank Peter Gundlach, diretor da Lexus no Brasil. A princípio, além do crossover RX 350, que MOTOR SHOW avaliou em um autódromo particular do interior de São Paulo, já estão sendo vendidos também os sedãs LS 460L e IS 300 – e a nova geração do ES 350 virá futuramente para completar à linha (leia mais sobre os três modelos no quadro).

O RX 350 chega ao Brasil já em sua terceira geração, apresentada no último Salão de Genebra. O motor V6 de 3,5 litros passa por exames de tomografi a computadorizada na fábrica para checar o seu funcionamento e foi ajustado à nossa gasolina. “A central eletrônica ganhou uma nova calibração e alguns componentes receberam tratamento para suportar o efeito corrosivo do álcool”, explica Daniel Suzuki, gerente de engenharia. As respostas são bem efi cientes, em boa parte graças à boa transmissão automática de seis marchas, suave e com opção de trocas manuais. Para maior conforto, há ainda um sistema de auxílio para partidas em subidas. As suspensões independentes, tanto na dianteira quanto na traseira, dão um comportamento esportivo ao crossover, fazendo com que sua carroceria incline minimamente nas curvas. A estabilidade é auxiliada também pela tração nas quatro rodas e o pacote de segurança é completo, com dez airbags, apoios de cabeça ativos, controles de tração e de estabilidade e freios ABS.

O design quer transmitir esportividade, mas fi ca meio perdido entre o conservadorismo e a ousadia

O interior é conservador, mas tudo é feito com o máximo de atenção aos detalhes. A posição elevada da alavanca de câmbio proporciona um conforto excepcional

No interior, a qualidade dos materiais e a atenção aos detalhes são exemplares – afinal, o crossover passa por nada menos que 3.100 inspeções na linha de montagem. Ainda merecem destaque a posição de dirigir e os bancos dianteiros, extremamente confortáveis e com ajustes elétricos e aquecimento. O assoalho traseiro plano que coopera no conforto do terceiro ocupante e o remote touch, uma espécie de mouse, facilita na hora de achar arquivos ou acessar os menus do computador de bordo. E o crossover ainda conta com câmera de ré, sensores de estacionamento, sistema de áudio com 12 alto-falantes e quatro tweeters e um conveniente sistema de abertura e fechamento elétricos da tampa do porta-malas. O único opcional é o teto solar. Trata-se de um pacote completo, sem dúvida, mas que não se destaca muito diante do que oferecem os rivais alemães na mesma faixa de preço – cerca de R$ 300 mil – como Mercedes ML 350, BMW X5 e Audi Q5.

Os bancos dianteiros são bastante confortáveis e têm ajustes elétricos e aquecimento. No banco traseiro, o quinto ocupante se beneficia do assoalho totalmente plano

Para configurar o computador de bordo (abaixo), há uma espécie de mouse junto ao apoio de braço

Para muitos brasileiros, a Lexus ainda é novidade. Mesmo assim, os representantes da marca acreditam que não haverá resistência dos consumidores. Sob o lema omotenashi, que significa hospitalidade em japonês, as concessionárias apostam em um serviço diferenciado. “O atendimento é personalizado e todos os clientes são tratados como convidados. Além disso, todos os carros são equipados com dez air bags (11 no LS) e vem com garantia de quatro anos”, diz Paulo Manzano, gerente comercial da marca.

Mas será que o consumidor dos tradicionais modelos alemães está disposto a se aventurar e experimentar este luxo japonês?

LEXUS RX 350

Motor seis cilindros em V, 3,5 litros, 24 V, duplo comando variável (VVT-i) Transmissão automática sequencial, seis marchas, tração integral Dimensões comp.: 4,77 m – larg.:1,88 m – alt.: 1,72 m entre-eixos 2,740 m Porta-malas 1.132 litros Pneus 235/60 Peso 1.920 kg • Gasolina Potência 277 cv a 6.200 rpm Torque 34,2 kgfm a 4.700 rpm Vel. máxima 200 km/h 0 – 100 km/h 8 s Consumo não disponível Consumo Real cidade: 7,7 km/l – estrada: 10,2 km/l (EUA)

Sedãs de todos os tamanhos

Junto com o RX 350, chegaram também os sedãs IS 300 e LS 460L. O primeiro (a sigla significa Intelligent Sedan) foi inspirado no conceito LF-C e tem caráter mais jovial e esportivo. Com preço de R$ 218.500, mira os consumidores de Mercedes C 250, Audi A4 e BMW 325i. O motor V6 de três litros rende 231 cv a 6.200 rpm e as suspensões foram calibradas no circuito de Nürburgring (Alemanha). Já o LS 460L é vendido em versão única por R$ 615 mil. A sigla significa Luxury Sedan, e ele foi feito para chefes de Estado e empresários. Vai brigar com Mercedes Classe S, BMW Série 7 e Audi A8. Sob o capô, um V8 de 4,6 litros com 347 cv. Mas aqui o grande charme é andar no banco traseiro recebendo uma massagem dos bancos ou tomando um champanhe tirado da geladeira. É como andar na classe executiva dos aviões. A poltrona reclina praticamente inteira e um sensor infravermelho regula constantemente a temperatura. Esse “jato do asfalto” pode estacionar sozinho e há 11 airbags, inclusive um antisubmarino que impede que o passageiro escape pelo cinto de segurança enquanto está com o assento deitado. Quem chegará por último será a sexta geração do ES 350 que teve o entre-eixos alongado e ganhou um novo interior. O Elegant Sedan (ES) traz a mesma mecânica do RX e não teve o preço divulgado. De acordo com a Lexus, competirá com Mercedes Classe E, Audi A6 e o BMW Série 5.

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool
+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas
+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial
+ Os 20 carros 1.0 mais econômicos do mercado brasileiro
+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar



COMPARTILHAR
Notícia anteriorConforto acessível
Próxima notíciaAgora no rumo certo