Veja dicas para prologar a vida da bateria do carro elétrico

Confira alguns hábitos que ajudam a prolongar a durabilidade da bateria motriz do seu carro elétrico

0
136

Mini Cooper SE 100% elétrico
Foto: Divulgação

Ainda que a passos mais lentos do que no exterior, os carros elétricos já estão deixando de ser bichos exóticos na fauna automotiva brasileira. Atualmente, além de marcas premium como Jaguar, BMW, Audi e Mercedes-Benz, marcas generalistas como Nissan, Chevrolet, JAC e Renault já contam com veículos desse tipo na gama brasileira.

+ Teste Rápido: 100% elétrico, Renault Zoe está mais rápido e bonito
+ Uber vai criar carro elétrico barato para motoristas de app
+ BMW Wallbox é 26 vezes mais potente que carregador portátil e carrega elétricos de outras marcas
+ Carro voador elétrico Aska já está disponível em pré-venda

A bateria motriz dos carros elétricos usa a tecnologia de íons de lítio, que é a mesma empregada em smartphones e laptops. Embora a durabilidade média para o conjunto seja de cerca de 10 anos, com o tempo é normal que ela perca a capacidade de carga, resultando em uma queda da autonomia máxima do veículo.

Seja você o dono de um, ou apenas um entusiasta querendo aprender mais sobre uma tecnologia recente no mundo do automóvel, confira abaixo alguns procedimentos ressaltados pelos fabricantes que contribuem para prolongar a vida útil da bateria motriz do seu carro elétrico.

Não deixe a bateria zerar

No manual do proprietário do Nissan Leaf, a Nissan destaca que o proprietário deve evitar deixar o veículo parado por mais de 14 dias com a bateria zerada ou próximo de zero.

Assim como acontece nos eletrônicos pessoais, a bateria acaba se danificando caso a voltagem das células seja mantida por muito tempo abaixo da voltagem normal de operação. Em casos extremos, destaca a Renault no manual do Zoe, uma bateria sem carga por três meses pode se tornar irrecuperável.

Recarga (quase) sempre em casa

Embora usar um eletroposto ou um carregador rápido de bateria seja mais cômodo para os donos de elétricos, os fabricantes destacam que o proprietário deve preferir a tomada caseira ou os carregadores do tipo wallbox para energizar os seus veículos.

O motivo para isso é a voltagem mais alta desses carregadores, que ajuda a elevar a temperatura durante a recarga e aumenta o estresse da bateria, colaborando assim para reduzir a sua vida útil.

Gambiarras elétricas

O manual do Volvo XC40 Recharge Pure Electric destaca que o sistema de recarga do veículo é equipado de maneira a evitar que sobrecargas danifiquem o veículo, embora não seja possível garantir que nunca vão haver sobrecargas.

Por isso, é fundamental que a rede elétrica do local da recarga esteja em bom estado, evitando o uso de tomadas visivelmente gastas ou danificadas, extensões e temporizador externo.

Cuidado com a temperatura

Costuma deixar o carro torrando sob o Sol? Então o cuidado precisa ser redobrado se você acabou de adquirir um carro elétrico.

As baterias de íon de lítio são sensíveis a temperaturas extremas (-10° C ou mais de 40° C) durante o uso e também durante a recarga. Tomar cuidado com isso ajuda a reduzir o envelhecimento do conjunto.

Sem manutenção em casa

O conjunto motriz dos carros elétricos exige muito menos manutenção do que em um carro convencional à combustão. Por outro lado, exige conhecimento técnico e ferramentas específicas para a realização de possíveis reparos.

Por esse motivo, os fabricantes são unânimes em alertar sobre os riscos de modificações ou serviços não especializados em componentes, que podem provocar choques fatais.

Mais na Motor Show

+ Peugeot 2008 Skywalker chega com preço de R$ 121.990 e Disney+ incluso
+ Harley-Davidson cria marca LiveWire para produzir motos elétricas urbanas
+ Land Rover abre oficina de restauração de clássicos no Brasil
+ Confira 5 opções de SUVs usados “raiz” por até R$ 80 mil
+ Fábrica da Volkswagen em São Carlos (SP) atinge marca histórica
+ Estados atrasam adesão ao SNE e motoristas perdem desconto em multas

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel