Versões peladas de sedãs médios vendidos no Brasil

Você compraria um sedã médio com cara de carro de entrada?

8608

Foi-se o tempo em que os sedãs médios eram oferecidos no Brasil em versões básicas, sem itens como rodas de liga leve ou faróis de neblina. Mas esses carros “pelados” continuam vivos fora do mercado brasileiro, algumas vezes combinando o mesmo conjunto mecânico do carro oferecido por aqui a um visual menos chamativo e um preço bem mais baixo do que nas configurações mais caras. Confira abaixo alguns exemplos.

Toyota Corolla

Reprodução

Ainda na mesma geração do carro vendido no Brasil, o Toyota Corolla tailandês (vendido por lá com o nome Altis) tem como versão mais barata a 1.6 J, equipada com um motor 1.6 de 125 cv e que sai por 799.000 Baht (cerca de R$ 95.200). A versão mais cara (1.8V Navi), sai pelo equivalente a R$ 130 mil.

Honda Civic

Reprodução

Custando US$ 18.940 (R$ 74.200), US$ 7.860 a menos que a topo de linha Touring 1.5 turbo, o Civic LX vendido nos Estados Unidos combina o motor 2.0 aspirado a um câmbio manual de seis marchas. O visual externo é mais simples do que no Sport de entrada vendido no Brasil (leia mais aqui), com ausência dos faróis de neblina e o uso de rodas de aço de 16 polegadas com calotas, além do sistema de som com apenas 4 alto-falantes. Mas o ar-condicionado já é do tipo automático.

VW Jetta

Reprodução

Com o mesmo motor 1.4 turbo oferecido no carro recém-lançado no Brasil (leia mais aqui), mas combinado a um câmbio manual de seis marchas, o Jetta Trendline vendido no México sai por 311.990 pesos mexicanos (R$ 64 mil). Tem rodas de aço, sistema multimídia com tela de 6,5″, bancos de tecido e ar-condicionado convencional. Mas já traz faróis de LED e airbags laterais e de cortina. Na versão de topo Highline, o Jetta sai pelo equivalente a R$ 88.500.

Chevrolet Cruze

Reprodução

Equipado com o mesmo motor 1.4 turbo e o câmbio automático de seis marchas dos Cruze LT e LTZ argentinos, o Cruze L vendido nos Estados Unidos tem preço inicial de US$ 18.870 (R$ 74 mil). Apesar do habitual visual mais pobre em relação ao carro que temos por aqui (rodas de aço de 15″ e grade frontal toda em plástico preto), traz de série itens como os airbags para os joelhos, laterais e de cortina. A versão mais cara com motor a gasolina é a Premier, que custa o equivalente a R$ 95 mil.

Nissan Sentra

Reprodução

Com preço de tabela de US$ 18.685 (R$ 73.260) o Sentra S dos Estados Unidos tem várias diferenças em relação ao Sentra S vendido no Brasil, embora ambos sejam produzidos na mesma fábrica mexicana. O S dos americanos tem motor 1.8 de 132 cv e um câmbio manual de seis marchas, além de já sair de fábrica equipado com os airbags laterais e de cortina. O mais caro da linha é o esportivado Nismo, que sai pelo equivalente a R$ 99.600.

blog comments powered by Disqus