Volkswagen reformula carros para atender regras de emissão no Brasil; veja como ficou cada modelo

O PL7 estabeleceu limites ainda mais rígidos para a emissão de gases

0
18
Foto: Divulgação

Para atender à nova fase do Proconve (L7), regulamentado pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), a Volkswagen reduziu as emissões e consumo de seus modelos.

O PL7 estabeleceu limites ainda mais rígidos para a emissão de gases, exigindo novos testes e análises igualmente severas. Foi necessário reduzir as emissões em, no mínimo, 38% para compostos orgânicos voláteis e óxidos de nitrogênio, em 23% para monóxido de carbono e em 25% para aldeídos em relação à legislação anterior, o PL6.

Para isso, o Laboratório de Emissões e Motores, na fábrica Anchieta, recebeu um aporte de cerca de R$ 50 milhões, aplicados em pesquisa e desenvolvimento.


Entre outras atualizações estão a adoção de tanque de combustível multicamadas e de novo catalisador no sistema de escapamento com otimização de metais preciosos nos componentes; o aumento do volume do filtro de carvão ativado; o redesenho dos componentes do motor e a introdução de peças para melhoria da aerodinâmica dos carros.

+ Conheça a primeira Kombi elétrica da Volkswagen, de 1972
+ Volkswagen dobra venda de veículos elétricos; ID.4 é destaque
+ Volkswagen Gol vai virar SUV em 2023; veja a projeção
+ Volkswagen lidera as vendas de SUVs compactos no Brasil e Argentina
+ Conheça os detalhes do Volkswagen Fox com seis rodas e três eixos

Veja abaixo como ficou a motorização de cada modelo:

Gol e Voyage

Os modelos de entrada da marca permanecem na linha, mas passam a ser oferecidos exclusivamente com motorização 1.0 MPI de até 84 cv de potência e 10,4 kgfm de torque, que trabalha em conjunto ao câmbio manual de cinco velocidades. Motor e transmissão dos compactos passaram por calibrações dos seus sistemas de gerenciamento.

Saveiro

A picape compacta oferecida com duas opções de carroceria (simples e dupla) agora é equipada com o motor EA211 em todas as versões.

Polo e Virtus

A principal novidade do Polo e Virtus é o sistema Start-Stop, agora de série para as versões Comfortline e Highline; e o ar-condicionado Climatronic touch para a Highline. Os motores 1.0 MPI, 200 TSI e 250 TSI continuam a ser ofertados.

Nivus e T‑Cross

Os SUVs receberam atualizações em segurança. As tecnologias ACC, AEB e Start-Stop passam a ser de série em todas as versões do Nivus. O ar-condicionado Climatronic touch sai de fábrica na configuração Highline do SUV da VW. Já o T Cross passa a ser oferecido com ACC e AEB de série a partir da versão Comfortline 200 TSI, enquanto a função Start-Stop está disponível para todas as configurações.

Taos, Jetta e Amarok

O motor 250 TSI presente no Taos passou por novas calibrações do seu sistema de gerenciamento de motor, ficando ainda mais eficiente. Assim como o motor V6 oferecido exclusivamente na picape Amarok, e o motor 350 TSI disponível no Jetta GLI.

MAIS NA MOTOR SHOW:

+ IPVA SP 2022: veja quando começa o vencimento do desconto de 5%
+ Qual é a melhor versão do Jeep Compass 2022?
+ Nova CNH em 2022: a troca será obrigatória? Veja como ficou
+ Comparativo: Jeep Commander vs. Caoa Chery Tiggo 8
+ Avaliação: elétrico Volvo C40 estreia no Brasil e marca história da Volvo; nós já o aceleramos
+ Confira quais foram os 10 veículos mais roubados em SP durante 2021
+ CNH: grupo de motoristas deve renovar documento em fevereiro; veja
+ Conheça a primeira Kombi elétrica da Volkswagen, de 1972
+ Teste rápido: novo Mercedes Classe C anda muito e gasta pouco
+ BYD inicia as vendas do Tan EV, SUV elétrico de 7 lugares; confira o valor