Volvo XC90 vira híbrido leve e ganha e mudanças no visual

Configuração de seis lugares e novos equipamentos tecnológicos estão também entre as novidades do maior SUV da marca sueca

0
5875
Volvo XC90 (Divulgação)

A linha 2020 do Volvo XC90 — maior SUV da marca sueca — acaba de ganhar leves mudanças no visual, que vieram acompanhadas da adoção de novas tecnologias como o sistema híbrido leve. A produção começa em maio, na fábrica de Torslanda (Suécia).

Por fora, a novidade são as novas rodas e a grade frontal redesenhada. Por dentro, além dos novos materiais e da central multimídia compatível com Android Auto, o XC90 conta agora com a opção de seis lugares, em adição às configurações de quatro e sete passageiros.

Sem abandonar o híbrido real T8, a Volvo passa a oferecer nas versões com propulsão convencional do XC90 um sistema híbrido leve. Identificado pelo logotipo ‘B’, utiliza um sistema de freios regenerador de energia que permite reduzir o consumo de combustível em até 15%.


No pacote tecnológico, o sistema de direção semi-autônomo passa a funcionar também em conjunto com a frenagem de emergência e o monitor de pontos cegos, manobrando o carro para evitar uma colisão. Lançado no XC60, o equipamento que manobra o veículo para evitar uma colisão frontal também passa a ser oferecido no maior SUV da marca sueca.