VW Golf aventureiro 4×4? Trinta anos antes do Nivus, ele foi o primeiro crossover da marca

Você conhece o VW Golf 4×4? Foi o primeiro hatch aventureiro da Volkswagen. Em 1989, a marca apresentou o conceito “Montana” no Salão Automóvel de Genebra. Tratava-se de variante off-road do Golf de segunda geração, com suspensão elevada e tração integral.

Este Golf aventureiro não era inicialmente destinado à linha de produção, mas a demanda surpreendente nas concessionárias levou a Volks a seguir em frente de qualquer maneira. Assim nasceu o Golf Country.

Construído pela primeira vez em 1990, o Golf Country foi uma incursão precoce na categoria de SUV-crossover da Volkswagen, que hoje acaba de lançar um crossover aventureiro, no estilo SUV-cupê, o Nivus (leia mais aqui).

Este modelo antecedeu, inclusive, o Toyota RAV4 – um dos primeiros Crossovers-SUVs do mercado – em quatro anos. Até a produção em si não era convencional. Os veículos Golf Syncro pré-montados com tração nas quatro rodas foram enviados da Alemanha para a Steyr-Daimler-Puch em Graz, Áustria – o mesmo fabricante especializado contratado para construir o Steyer Puch Halflinger e o Mercedes-Benz Classe G original – onde a conversão de tração nas quatro rodas Golf Syncro a Golf Country. Confira a galeria de fotos:

Usando uma estrutura inferior amplamente tubular, a Steyr efetivamente levantava o Golf em 12 cm, resultando em mais de 18 cm de distância ao solo. Ao todo, 438 peças únicas foram montadas em cada Golf Syncro para obter a designação Golf Country.

Elas incluíam uma suspensão revisada, barras dianteiras e traseiras, um porta-pneus montado na traseira, quatro luzes dianteiras auxiliares adicionais e proteção na parte inferior da carroceria. O modelo das fotos, fotografado em 1990, tinha acessórios como um rack de teto Thule e uma barra de luz PIAA montada.

O desempenho

Embora todo esse peso adicional do VW Golf Country sobrecarregasse o motor 1.8 de apenas 97 cavalos de potência, não era o que parecia ao volante. A transmissão, um pouco mais reduzida do que no Golf Mark 2, que tinha tração apenas dianteira, conferia aos quatro cilindros força suficiente para se locomover sem nenhum drama.

O Golf Country era totalmente imune a solavancos e sulcos na estrada, absorvendo-os com facilidade. A acentuada inclinação da carroceria nas curvas pegaria os motoristas dos modernos Volkswagen de surpresa. Mas, no geral, a experiência de dirigir não é nada menos que encantadora – mesmo 30 anos depois.

+VW Nivus parte de R$ 85.890: veja preços, versões e equipamentos
+VW Nivus chega (quase) exatamente como adiantamos há dois anos
+VW Nivus deve ajudar Tracker a se consolidar como SUV mais vendido
+O Nivus é o Honda WR-V da Volks?
+VW Nivus pode fazer marca superar Chevrolet e virar líder
+SUV-cupê? Conheça a verdadeira “origem” do VW Nivus e outros modelos
+Exclusivo: Emerson Fittipaldi acelera um Fórmula 1 moderno

Este Golf aventureiro, Country, é raro. Foram produzidos apenas 7.735 veículos em dois anos, 1990 a 1991. Mais raras ainda ainda são as edições especiais oferecidas, como o “Chrome”, que apresentava detalhes cromados nos para-choques tubulares de aço retrofit e rodas, juntamente com um interior mais equipado.

VW Golf

Apenas 558 Golf Country Chrome foram produzidos, e vendidos com um preço superior aos de veículos utilitários já caros. Mais rara ainda era a “Wolfsburg Edition”, que veio com o motor GTI de 16 válvulas mais potente.

Veja também

+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar