VW Jetta e Tiguan levam nota máxima em testes de colisão

Sedã indiano Ford Figo também foi avaliado na última baterias de crash-tests do Latin NCAP

Os VW Jetta e Tiguan garantiram a nota máxima de cinco estrelas na última bateria de testes de colisão realizados pelo Latin NCAP — organização independente que avalia a segurança dos veículos vendidos na América Latina —, cujos resultados foram divulgados nesta quinta-feira (26).


No caso do sedã médio, embora o modelo tenha sido penalizado pela abertura da porta dianteira no teste de impacto lateral, o desempenho nos testes foi suficiente para garantir a nota máxima na proteção de adultos e crianças. O SUV médio também se saiu bem nos avaliações do Latin NCAP. A estrutura foi considerada estável, fornecendo proteção “boa” ou “adequada” para os passageiros nos impactos frontal e lateral.

Os dois modelos levaram ainda a premiação Latin NCAP Advanced Award pela proteção que oferecem aos pedestres e por contarem com o sistema de frenagem automática de emergência como opcional.

FORD FIGO
Ford Figo
Ford Figo no Latin NCAP (Divulgação)

Na mesma bateria de testes, o LATIN NCAP avaliou também o Ford Figo, modelo derivado do Ka que é feito na Índia e vendido no México. O sedã recebeu quatro estrelas na proteção do ocupante adulto, uma a mais do que o Ka feito em Camaçari (BA), que foi avaliado no ano passado e recebeu três estrelas no mesmo teste.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel