VW Polo brasileiro vs. VW Polo alemão: os equipamentos das versões básicas

Confira as principais diferenças entre o Polo 1.0 do Brasil e o Trendline 1.0 vendido na Alemanha

0
42197
VW Polo 1.0 (Foto: Reprodução/VW)

O VW Polo de sexta geração é um daqueles poucos carros brasileiros cujo lançamento no Brasil ocorreu com uma defasagem de menos de seis meses para o mercado europeu. E ambos são tecnicamente muito parecidos: compartilham a mesma plataforma (MQB A0) e motores da mesma família, além de, coincidentemente terem obtido as cinco estrelas em testes de impacto dentro dos padrões da América Latina (confira aqui) e Europa (confira aqui). Mas isso não quer dizer que eles não tenham as suas diferenças. E elas são um espelho das prioridades do comprador de cada mercado. Confira abaixo um comparativo entre as versões de entrada do novo Polo oferecidas no Brasil e na Alemanha.

No mercado brasileiro, a versão de entrada do Volkswagen Polo foi batizada apenas como 1.0 e está equipada com um motor 1.0 MPI de 75/84 cv (gasolina/etanol) e um câmbio manual de cinco marchas. Por aqui, onde o comprador prioriza o mais o visual e os equipamentos de conforto do que a segurança, a lista de equipamentos inclui vidros elétricos nas quatro portas, travas elétricas, direção elétrica, ar-condicionado e rodas de aço de 15 polegadas (com pneus 185/65 R15) e rádio Media Plus com bluetooth. Já a relação de equipamentos de segurança conta com airbags laterais e fixação Isofix para assentos infantis.

VW Polo 1.0 (Foto: Reprodução)

Controles eletrônicos de tração e estabilidade e assistente de partida em rampas, além de computador de bordo, volante multifuncional, rodas de liga leve e sistema multimídia ‘Composition Touch’, fazem parte da lista de opcionais desta versão.


O VW Polo alemão ‘de entrada’ 
VW Polo Trendline (Foto: Reprodução)

Na Alemanha, a configuração mais acessível do Polo atende pelo nome de Trendline. Está equipada com uma versão menos potente do 1.0 MPI nacional, que é calibrada apenas para gasolina e desenvolve 65 cv. O câmbio também é manual, de cinco marchas. No visual externo, o modelo também tem uma cara mais simplória que a do Polo brasileiro. As rodas também são de aço com calotas, mas de 14 polegadas (calçadas com pneus 185/70 R14).

A maior diferença — como já era de se esperar — está na lista de equipamentos. Ar-condicionado, sistema de som, vidros elétricos traseiros e o estepe (substituído por um compressor de ar) são oferecidos apenas como opcional no carro alemão. Por outro lado, o Polo Trendline traz de série equipamentos indisponíveis por aqui, como o sistema de frenagem automática de emergência em baixas velocidades e o sistema start-stop, e outros que aqui estão somente na lista de opcionais, como os controles eletrônicos de tração e estabilidade.

O Polo 1.0 tem preço de tabela de R$ 49.990. Já o Trendline alemão parte de 12.975 euros (cerca de R$ 49.500).

VW Polo Trendline (Foto: Reprodução)