VW T-Cross parte de R$ 84.990: confira versões, preços e equipamentos

Enfim chega o Volkswagen T-Cross, o primeiro SUV compacto – e também o primeiro SUV nacional – da marca alemã. Equipado só com motores turbo, ele vai de R$ 84.990 a mais de R$ 109.990. Veja versões e equipamentos

Divulgação

A Volkswagen apresentou nesta terça-feira (19), dessa vez enfim definitivamente, o Volkswagen T-Cross, com preços, versões e equipamentos de cada uma. O  “SUV do Polo” é seu primeiro modelo na disputada categoria de SUVs compactos. Os preços do utilitário esportivo partem de R$ 84.990 e a pré-venda começa hoje (confira aqui), com 400 unidades da versão Highline e 400 da Comfortline.

A novidade chega às concessionárias com motores turbo 1.0 ou 1.4, o primeiro com opções manual e automática, o segundo apenas automático. As transmissões automáticas são sempre com conversor de torque, tradicionais. Preços e detalhamento das versões e equipamentos complementam as informações que já tínhamos sobre o carro (leia aqui).

Apresentado no Salão de São Paulo do ano passado, o T-Cross tem 4,199 m de comprimento, ficando dentro da média do segmento. É 14 cm mais longo que o Polo e tem a mesma distância entre-eixos do Virtus. Em relação ao T-Cross europeu, o modelo nacional tem 9 cm a mais de comprimento (lá eles têm, entre o T-Cross e o Tiguan, também o T-Roc – que não deve vir para cá). “Nosso” SUV é também 11 mm mais elevado do solo que o T-Cross do velho continente.

Mecanicamente, o T-Cross é igualzinho à dupla Polo/Virtus. As versões 200 TSI têm motor 1.0 turboflex de 115/128 cv com 20,4 kgfm de torque (200 Nm). A versão 250 TSI usa o 1.4 turboflex de 150 cv com 25,5 kgfm (250 Nm) do Golf Highline. O câmbio é manual de seis marchas ou automático, também de seis marchas e aletas no volante.

Os principais concorrentes do T-Cross, obviamente, são Hyundai Creta, Honda HR-V, Jeep Renegade e Nissan Kicks. Todos ficam na faixa de R$ 80.000 a pouco mais de R$ 100.000. Pelo preço, o novo Volkswagen acaba encarando também Jeep Compass, além dos novos chineses Caoa Chery Tiggo 5X (leia aqui) e Tiggo7 (leia aqui).

VERSÕES E PREÇOS

Com o motor 1.0, a versão de entrada é o T-Cross 200 TSI com câmbio manual. Ela custa R$ 84.990.

Já o T-Cross Highline 250 TSI é a topo de linha, com o motor 1.4 turboflex de 150 cv, câmbio automático e preço sugerido, sem opcionais, de R$ 109.990.

Entre elas, sempre com câmbio automático, há ainda a configuração de entrada no T-Cross 200 TSI Automático (R$ 94.490) e, com a mesma motorização 1.0, é oferecido T-Cross Comfortline 200 TSI (R$ 99.990).

CONFIRA A LISTA DE EQUIPAMENTOS DE CADA VERSÃO

T-Cross 200 TSI manual de seis marchas (R$ 84.990): controle de Estabilidade (ESC), seis airbags, freios a disco nas quatro rodas, bloqueio eletrônico do diferencial (XDS+), direção elétrica e ajuste de altura e distância para o volante, assistente para partida em rampas (Hill Hold), sensores traseiros de estacionamento, sistema ISOFIX para fixação de cadeirinhas infantis, faróis com função “Coming & Leaving home”, faróis de neblina com função “cornering”, luzes de condução diurna em LED, lanternas traseiras em LED, banco dianteiro do passageiro com encosto rebatível, suporte para smartphone com entrada USB para carregamento, travas e vidros elétricos e volante multifuncional. Seu câmbio é o manual de seis marchas. Como opcional, o pacote Interactive I inclui sistema de som Composition Touch com App-Connect, dois alto-falantes adicionais (além dos quatro de série) e App-Connect, câmera de ré para auxílio em manobras e sensores dianteiros de estacionamento (sensores traseiros são de série).

T-Cross 200 TSI automático (R$ 94.490) câmbio automático de seis marchas, controle automático de velocidade, apoio de braço central com porta-objetos, volante multifuncional revestido de couro com “shift paddles”, duas entradas USB para o banco traseiro, saída traseira de ar-condicionado, sistema de som Composition Touch com tela colorida sensível ao toque (“touchscreen”) de 6,5 polegadas e App-Connect. O pacote de opcionais, chamado Interactive II (R$ 1.590), inclui câmera de ré para auxílio em manobras e sensores dianteiros de estacionamento e espelhos retrovisores externos com rebatimento elétrico.

T-Cross Comfortline 200 TSI automático (R$ 99.990): ar-condicionado digital Climatronic, banco do motorista com ajuste lombar, câmera de ré para auxílio no estacionamento, indicador de pressão dos pneus (RKA), manopla da alavanca de câmbio revestida de couro, porta-luvas refrigerado, sistema “save” de variação do espaço do porta-malas, rodas de liga leve de 17” com pneus 205/55 R17, sensores dianteiros de estacionamento (além dos traseiros) e sistema de frenagem automática pós-colisão, detalhes cromados na grade dianteira (que é pintada em preto brilhante), colunas centrais (“B”) pintadas na cor preto brilhante e para-choque traseiro com apliques cromados na região inferior. O revestimento interno é na cor azul escuro e há insertos decorativos no painel.

Para essa versão há quatro pacotes opcionais. O Exclusive & Interactive (R$ 3.950) inclui sistema de infotainment “Discover Media” com navegador via satélite, tela de 8 polegadas, comando por voz e entrada USB no console central; iluminação ambiente em LED; seletor do modo de condução; sistema KESSY de abertura das portas sem chave e partida do motor por botão; espelhos retrovisores externos com rebatimento elétrico e tapetes adicionais de carpete. Já o  Sky View II (R$ 4.800) traz o teto solar panorâmico, espelho retrovisor interno eletrocrômico e sensores de chuva e crepuscular.

O Design View (R$ 1.950) agrega bancos de couro com detalhes na cor “Marrakesh Brown” e apliques decorativos no painel com detalhes na cor bronze namíbia. Por fim, o quarto pacote, Premium (R$ 6.050), traz o sistema Park Assist 3.0, faróis full-LED com luz de condução diurna em LED e sistema de som “Beats” com subwoofer.

T-Cross Highline 250 TSI automático (R$ 109.990): bancos revestidos de couro, espelho retrovisor interno eletrocrômico, espelhos retrovisores externos com rebatimento automático, iluminação ambiente em LED, detector de fadiga, sistema Kessy, sistema start&stop (que desliga/liga o motor quando parado em semáforos, por exemplo) e sensores de chuva e crepuscular. Essa versão se diferencia visualmente pelo rack de teto na cor “prata anodizada”, moldura cromada para os faróis de neblina e para a grade dianteira e frisos laterais na região inferior dos vidros. Por dentro, destacam-se a iluminação ambiente em LED, manopla da alavanca de freio de estacionamento revestida de couro e cobertura dos pedais de alumínio.

Três pacotes opcionais estão disponíveis para essa versão: o Innovation (R$ 4.000) com painel totalmente digital (Active Info Display); sistema de som “Discover Media” com navegador via satélite, tela colorida de 8 polegadas, comando por voz e entrada USB no console central e o seletor de modo de condução. O Sky View (R$ 4.800) inclui o teto solar panorâmico. E o pacote Tech&Beats (R$ 6.050) engloba o sistema Park Assist 3.0 de auxílio ao estacionamento; faróis full-LED com luz de condução diurna em LED; e o sistema de som “Beats” com subwoofer.

FIRST EDITION

Serão produzidas 1.000 unidades do T-Cross Highline 250 TSI com o pacote opcional First Edition I, que por R$ 7.500 traz teto, colunas centrais (“B”) e retrovisores pintados na cor preto ninja, rodas de liga leve de 17 polegadas na cor preta com superfície diamantada, painel totalmente digital (Active Info Display), seletor de modo de condução e sistema de infotainment Discover Media, com navegador via satélite, tela colorida de 8 polegadas, comando por voz e entrada USB no console central, além do sistema de som Beats.

Há ainda a opção de adicionar os itens do pacote Tech for First Edition (R$ 4.200), com o sistema Park Assist 3.0 e faróis full-LED; e com o teto solar panorâmico Sky View (R$ 4.800). Os carros estarão disponíveis nas cores branco, laranja e bronze.

Mais detalhes em breve serão divulgados e atualizados aqui. A MOTOR SHOW faz hoje o primeiro test-drive rodoviário do VW T-Cross e em breve você confere AQUI (CLIQUE PARA LER) nossas primeiras impressões sobre o modelo na motorização 1.4. Já a reportagem completa, você confere na MOTOR SHOW de março.