VW Tiguan de primeira geração volta a ser vendido nos EUA

Batizado como Tiguan Limited, o crossover de primeira geração será oferecido em configuração simples, sem rodas de liga ou faróis de neblina, para custar mais barato que o modelo de segunda geração

O Volkswagen Tiguan é um caso raro no mercado automobilístico mundial. É um dos poucos modelos que são vendidos em duas gerações simultâneas mesmo em países desenvolvidos. E nos Estados Unidos, a marca alemã confirmou nesta semana que vai oferecer o carro de 2007, importado da Alemanha, junto do recém-lançado Tiguan de segunda geração, que vem do México.


Com preço inicial de US$ 21.995 (cerca de R$ 69.700) e rebatizado VW Tiguan Limited, o modelo de primeira geração ficará posicionado na linha abaixo do novo Tiguan, que custa a partir de US$ 25.345 (cerca de R$ 80.300) e tem dimensões mais generosas. Por esse motivo, ganhou uma lista de equipamentos mais espartana, com rodas de aço com calotas, bancos de tecido e rádio com Bluetooth. Rodas de liga leve, sistema multimídia e tração integral estão disponíveis só como opcional.

O conjunto motriz do Tiguan Limited é composto pelo motor 2.0 TSI de 200 cv e o câmbio automatizado DSG de seis marchas, mesmo conjunto que era oferecido até recentemente no carro vendido no Brasil. Atualmente, temos no mercado brasileiro apenas o Tiguan de primeira geração, oferecido com o motor 1.4 TSI de 150 cv.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel