VW vende no Brasil quase o mesmo que nos EUA

Entre janeiro e julho, foram comercializados no Brasil 210,4 mil veículos da VW. Nos Estados Unidos, volume foi de 215,8 mil unidades

Polo 1.6 MSI (Roberto Assunção)

Embora muito menor em tamanho do que o americano, o mercado brasileiro tem para a Volkswagen uma importância tão grande quanto o dos Estados Unidos. Pelo menos em volume de vendas. No acumulado entre janeiro e julho, foram comercializados no Brasil 210,4 mil veículos da marca, ante os 215,8 mil do mesmo período nos EUA. É o que aponta o balanço das vendas mundiais divulgado pelo fabricante alemão.

No período, a China foi o principal mercado individual (1.657.900 unidades), enquanto a Alemanha (339.600) foi o principal comprador de Volkswagen da Europa. Estados Unidos e Brasil foram os países com maiores volumes para a marca na América do Norte e do Sul, respectivamente.

Apesar da semelhança no balanço de vendas, a gama de produtos não poderia ser mais distinta. Diferente do Brasil, onde a maior parte dos modelos da marca alemã está no segmento de compactos, nos EUA os menores carros da Volkswagen são os médios Jetta, Golf e Tiguan, numa linha que inclui ainda os sedãs Passat (numa variação exclusiva) e Arteon e o SUV grande de sete lugares Atlas (leia mais aqui).