WRX STI, agora o Sedã


A versão sedã do esportivo 4×4 japonês foi (re)lançada no Salão de Nova Iorque, no início deste ano. Sua chegada ao Brasil, por enquanto, parecia pouco provável. Mas a Caoa, representante da marca no Brasil, surpreendeu a todos e decidiu fazer do modelo a principal atração de seu estande no Salão do Automóvel. E a melhor notícia é que as vendas do Impreza WRX STI Sedan começam ainda este ano. O modelo disputará clientes com o Mitsubishi Lancer Evolution X.

Visualmente, a maior diferença do STI em relação ao WRX convencional está no enorme aerofólio traseiro da versão apimentada e nas rodas com aro 18. Mas as mudanças vão muito mais além, a começar pela cavalaria: a potência do motor boxer 2.5 16V turboalimentado (com intercooler) passa de 265 cv para 305 cv. A suspensão tem ajuste diferenciado – é mais dura, mais baixa e reforçada com aço estrutural –, os diferenciais dianteiro e traseiro (Torsen) têm escorregamento limitado e os freios são Brembo, com pinças de quatro pistões na dianteira e duplo na traseira, ABS e EBD.

O modelo é o mais esportivo dos Subaru: acima, o interior incrementado, com bancos tipo concha. Ao lado, o contagiros é o maior destaque no painel de instrumentos e, abaixo, o botão que aciona o modo esportivo (que muda todo o setup mecânico do carro) e o bloqueio eletrônico do diferencial e as rodas aro 18 com freios Brembo

Para promover o seu esportivo quatro portas, a Subaru levou o renomado piloto de rali Tommi Makinen para o circuito de Nürburgring, com a missão de bater o recorde da marca na pista alemã, cravado em 2004. Ele conseguiu. Levou sete minutos e 55 segundos para percorrer os 20,6 km do traçado. Apenas 22 segundos a mais que o tempo obtido pelo Porsche 911 GT3 RS. Com esse currículo, sem dúvida, ele é um dos carros imperdíveis deste Salão.

COMPARTILHAR
Notícia anteriorMercado
Próxima notíciaSalão do automóvel 2010